Atualidades_

VSC - Vídeo-Segurança em Cloud Privado da Telefónica

#CRAT, #Videovigilância, #Integração | Notícia | July 11, 2017

Introdução

Atualmente, os sistemas de segurança eletrônica, proteção contra incêndios e o controle de acessos de mais de 8.000 instalações da Telefonica são gerenciados e mantidos desde o CRAT (Centro de Recebimento de Alarme e Telesserviços). Trata-se de um centro de operações 24 x7 com âmbito de alcance nacional e coordenação territorial.

O desafio

Implantar uma solução de videovigilância para a proteção de estações base, centrais de telefonia desatendidas e recintos subterrâneos, que se complementem e se integre nos sistemas de segurança tradicional, operado do CRAT, garantindo a segurança, privacidade e operação contínua.

A solução

A TIS, no inicio, participa nas fases de consultoria e seleção de plataforma e de dispositivos, em contato direto com o nosso cliente, sintetizando e completando os requisitos funcionais que fazem com que a presente solução cubra as necessidades reais e futuras, melhorando a operação conjunta com o restante dos sistemas e dos procedimentos disponíveis neste centro de operações.

Em paralelo, uma linha de conceituação da solução é iniciada da TIS, com base nas funcionalidades básicas indicadas e acordadas com o cliente, e começa com a seleção de dispositivos de vídeo e comunicações. Este último aspecto é chave e diferencial com relação às soluções tradicionais de vídeo, graças à heterogeneidade das linhas de acesso disponíveis e a presença de um elevado número de instalações acessíveis unicamente da rede móvel, que apresentam elevadas latências, larguras de bandas variáveis (em função do número de usuários conectados na mesma célula), perdas de conectividade esporádicas que provocam a falha nas transmissões em andamento.

Este condicionamento do “entorno” obriga a dar uma atenção especial à melhora em ambos os extremos. Concretamente, foram melhorados os processos de captura, armazenamento temporário no local e transmissão de imagens associadas a eventos por parte de câmeras IP de mercado, evitando o uso de gravadores que encarecem a instalação e implicam um ponto adicional de manutenção e falha.

A plataforma encarregada pela consolidação dos clips de vídeo, melhora a gestão e tratamento de clips de vídeo associado a estes eventos, garantindo o envio de imagens de pouco peso de forma instantânea, bem como a retransmissão dos clips de vídeo armazenados remotamente em caso de falha no momento da transmissão.

Finalmente, no outro extremo, vigilantes e operadores de sala, a plataforma se integra com os sistemas atuais de recepção e gestão de alarmes, cumprindo com o objetivo básico de completar e melhorar os milhares de sinais que diariamente são gerenciados a partir do mencionado centro e sem a interrupção ou parada do restante dos sistemas.

Valor

Mais uma vez, por meio do presente desafio e apoiados na tecnologia, pusemos em valor a visão, os profissionais nas diferentes áreas, bem como a capacidade de superação e melhora da TIS, protagonista chave nas diferentes fases do projeto e na manutenção e operação diária.

A TIS lidera o desenvolvimento e a evolução com o cliente e na necessária relação com os parceiros tecnológicos identificados na fase de desenho e implementação: plataforma, comunicações, sistemas TI, câmeras IP.

A seleção de uma plataforma aberta que habilita a existência de diferentes fabricantes de câmeras compatíveis permite que o cliente disponha de uma gama de equipamentos mais aberta, de preço competitivo, com funcionalidades de evoluem com o mercado, diante de soluções monolíticas (proprietárias) que condicionam um só fornecedor de equipamentos e sérias limitações na posterior e natural evolução que precisam deste tipo de sistemas.

Por meio da implantação da plataforma de alta disponibilidade no CPD do cliente, garantimos a compatibilidade com os procedimentos, sistemas e processos existentes, liderados pela equipe de suporte de TI do centro, proporcionando a esta equipe maior autonomia nos processos habituais de monitoramento, cópia de segurança e restauração, obtendo como resultado uma maior confiança por parte deste equipamento de profissionais na solução e minimizando os tempos de reação na resposta diante de quedas e falhas.

Em nível de instalação, este novo modelo, apoiado na tecnologia, permite que os processos de instalação remota de câmeras, codificadores, routers 3G sejam reforçados e melhorados a partir da TIS, evoluindo na preparação e nas tarefas de configuração de equipamentos como passo preliminar ao envio de equipes para a instalação, minimizando os tempos e o número de incidências que costumavam acompanhar a realização deste tipo de soluções.

Além da formação e da comunicação interna no presente caso, foi dada atenção especial à formação e ao suporte de operadores de cliente no CRAT e ao pessoal de suporte de TI, mantendo um acompanhamento diário na fase inicial de implantação, o que nos permitiu conhecer em primeira mão casos e novos requisitos e modos de proceder que até agora não tinham sido manifestado, nos permitindo dar uma resposta a tempo e adotando a solução para novos requisitos.

Mais um valor diferencial é a comunicação direta com o pessoal do cliente, o que nos permite, na fase de manutenção, detectar de forma prematura incidências e comportamentos anormais, discriminando e classificando esse tipo de evento, minimizando o número de intervenções por esta causa.

Definitivamente, o presente projeto representa, sem dúvidas, a proposta de valor da TIS, apostando decididamente pela tecnologia, garantindo o funcionamento de um serviço que cubra os requisitos iniciais e se adapta a um entorno em constante evolução tecnológica, por meio da combinação de tecnologia, pessoal qualificado e conhecimento e integração em procedimentos em um cliente, cuja missão, por sua vez, é o gerenciamento da segurança em milhares de sedes distribuídas por todo o território nacional.

Jesús David Alonso Domínguez
Especialista em Engenharia e Consultoria