Atualidades_

Portos Inteligentes

SmartPort, SegurançaPortuária, SetorMarítimo | Notícia | November 06, 2017

Sem dúvida, a Espanha é um referencial internacional no setor marítimo mundial desde os primórdios, graças a seus mais de 8.000 quilômetros de costa com pontos estratégicos com grande tráfego de embarcações, como o Estreito de Gibraltar. Em termos de impacto econômico, o setor portuário contribui em 2,07% para o PIB e em 1,23% para o emprego, gerando 100.000 empregos diretos, 60.000 empregos indiretos e 116.000 induzidos (fonte do Ministério do Fomento).

Devem-se somar as cifras anteriores à classificação por parte do CNPIC (Centro Nacional de Proteção de Infraestruturas Críticas) de numerosas instalações portuárias como Infraestrutura Crítica, por prestarem “serviços essenciais” para a sociedade, o que lhes obriga a executar um amplo conjunto de atuações para poder garantir esta prestação.

Para responder a todo este cenário complexo, os portos estão evoluindo até os chamados Smart Port, garantindo de um lado a segurança e a continuidade de suas instalações/processos, e assegurando, ao mesmo tempo, a competitividade, expressada não pelo grande porte das instalações físicas, mas sim por ter processos mais eficientes e inteligentes, tudo isso aplicando respeito ao meio ambiente.

É em todos estes aspectos onde a tecnologia e a experiência junto a Telefónica oferecem todas as suas possibilidades, incluindo os conceitos mais inovadores como, por exemplo, a gestão inteligente de processos, o mundo IoT (Internet of Things), as novas redes multisserviço de alta velocidade, o Cloud Computing, plataformas inteligentes de integração ou os novos sistemas de segurança. Tudo isso, além de, perfeitamente integrado com um ambiente tradicionalmente relacionados com os portos, como são as cidades (neste caso sob o conceito de Smart Cities).

Com tudo o mencionado e concentrado no campo da Segurança, o leque de propostas da TIS abrange:

  • Sistemas de CCTV inteligente: por meio de uma adequada implantação de câmeras de alta resolução e algoritmos específicos de vídeo análise inteligente para o ambiente portuário, é possível vigiar as grandes extensões de terreno e perímetro, bem como controlar os diferentes processos que são realizados de qualquer de seus pontos.
  • Controle de Acessos automatizado: que permite uma importante otimização dos processos de registro e de acesso às instalações, evitando esperas e ineficiências. O acesso veicular neste tipo de instalações é extremamente crítico, devendo ser o tráfego de rodagem de transporte de grandes dimensões ágil e muito eficiente para evitar interrupções na atividade portuária e, por consequência, revertendo em um aumento da competitividade do porto. Estes sistemas, adequadamente integrados com diferentes bancos de dados, demostram oferecer uma maior segurança e agilidade do que as tradicionais verificações manuais.
  • Sistemas de Detecção de Intrusão: por meio da instalação de diferentes elementos sensores, é possível detectar e identificar o acesso a determinados pontos que podem pressupor interrupções ou degradação dos processos do porto, danos a sua imagem ou impactos meio ambientais negativos. As amplas extensões dos portos e sua complicada zoneamento requerem projetos de engenharia de segurança e o emprego de sensores específicos.
  • Alta Disponibilidade de Sistemas: são implementadas arquiteturas de alta disponibilidade que garantem o funcionamento dos sistemas inclusive nos cenários mais críticos ou adversos que possam ocorrer. Neste sentido é determinada a solução de alta disponibilidade mais adequada para cada instalação, podendo chegar a ser disposto tanto de redundância de tipo hardware/software, como o posicionamento de nós de centralização ou de “cloud computing”.
  • Plataforma de Integração dos processos do porto: de tal forma que a partir de um mesmo aplicativo tem-se a visão global do funcionamento de todos os processos, podendo atuar de forma rápida e eficiente em qualquer situação. É importante destacar a possibilidade de integrações com numerosos sistemas externos, como pode ser o de gestão portuária da própria atividade do porto, ou sistemas como, por exemplo, os associados à Smart Cities, tudo isso com o objetivo de aumentar a agilidade e a efetividade no desenvolvimento das atividades que se desenvolvem na instalação.
  • Redes de Comunicações IP: tanto cabeadas como sem fio, abrangendo todo o âmbito do porto e permitindo a comunicação dos diferentes dispositivos dispersos pelas instalações com os sistemas de processo principal. Dada as características do tipo de localização e morfologia do mesmo, é necessário contar com um compêndio de tecnologias como os anéis de fibra ótica, Wifi, 3G, Wimax, etc. e sempre sem afetar as comunicações críticas do porto.
  • Segurança da Informação: são implantados sistemas e serviços inovadores associados à segurança da informação, como os correlacionadores inteligentes de eventos, a gestão de identidade unificada, ou serviços como a prevenção e mitigação da fraude ou a vigilância digital.

Todo este conjunto de soluções se vê impulsionado por uma consultoria especializada que, tanto nas primeiras etapas, correspondentes à elaboração dos planos PSO (Plano de Segurança do Operador) e PPE (Plano de Proteção Específica) seguindo as premissas ditadas pelo CNPIC, como durante a execução do projeto, apoia o cliente a identificar as soluções mais idôneas (tanto de segurança eletrônica como da informação), para desenvolvê-las e para garantir sucesso total de cada etapa do projeto. Como prova disso, a Telefonica Engenharia de Segurança venceu recentemente grandes projetos de Smart Port, como os do Porto de Vigo, Porto de A Coruña, e o Porto de Avilés, nos quais se pode por em prática vários destes aspectos.

María de los Ángeles Vázquez Quiroga y José Ignacio Rueda Benítez
Especialistas em Engenharia